CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  

O Cadastro Único como todos ja sabem é um instrumento do Governo Federal usado para fins de identificação e caracterização das famílias brasileiras que se encontram em situação de baixa renda. Para que você possa efetuar seu cadastro no Cadastro Único é preciso ir ate a prefeitura ou o CRAS mais próximo a você. Basicamente o Cadastro Único foi criado para manter uma base com informações sobre pessoas e famílias baixa renda. 

As informações contidas no CadÚnico nos permitem conhecer a realidade detalhada da condição de vida, especialmente socioeconômica das famílias mais carentes.

  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  

Sendo assim muitos Programas Sociais do Governo utilizam o Cadastro Único para selecionar as pessoas que receberão os benefícios de suas politicas publicas. Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, BOC, Tarifa Social de Energia Elétrica e ate mesmo o auxilio emergencial e a isenção em concursos públicos no ENEM são alguns exemplos de iniciativas que requerem fazer e atualizas o Cadastro Único. Em âmbito municipal, as informações também são  usadas para os programas das prefeituras.

Quem deve se inscrever no Cadastro Único? 

Apesar de ressaltar a ênfase em famílias, o cadastramento é aberto para pessoas que moram sozinhas ou que estão em situação de rua. O importante é que eles atendam aos seguintes critérios de renda: 

-Renda Familiar de ate meio salário por pessoa. 

-Renda Familiar de ate três salários mínimos por mês. 

O Ministério da Cidadania reforça que, mesmo que você não se encaixe nas condições colocadas, você deve procurar o CRAS e se inscrever caso o programa social que é de seu interesse receber solicite o Cadastro Único. Essa informação é reforçada pela Caixa Econômica Federal.